30 Anos da Damaceno

Nessas três décadas de existência, o setor primário enfrentou no mínimo três grandes crises, as chamadas “CRISE DOS DEZ ANOS”, onde o cenário nacional, e especialmente a classe produtora do País recolheu-se economicamente; Mas nada foi tão forte que pudesse estagnar ou regredir a forte cadeia produtiva do Brasil, em especial aqueles que a compõem na região sul do Estado do Rio Grande do Sul; A Damaceno, durante sua existência, sempre primou pela solidez, pela seleção de seus colaboradores, sejam eles clientes, fornecedores ou funcionários e pela excelência em produtos e serviços. De cada período de crise saímos mais fortalecidos, pois, sempre soubemos desacelerar e avançar no momento exato, com “os pés no chão”, sem nunca perder o foco em oferecer soluções aos clientes.

Damaceno 30 anos
Missão
Visão
Valores

A história da Damaceno

1971
1986
1989
1990
1992
1995
1997
2006
2010
2012
2014

Em 1971, se inicia a grande história de nossa empresa – DAMACENO Implementos Agrícola. Nosso fundador, Valdemir Damaceno, começa a trabalhar como vendedor de perfumarias e artigos para casa, comercializando pelo interior de Canguçu, Pelotas e Região.

Com o despertar da veia comercial, passou a trilhar uma carreira de sucesso em vendas, até que em 1986, voltou-se para o ramo do comércio em máquinas e implementos agrícolas, e deixou aflorar a virtude que pauta nossa empresa até hoje: EMPREENDEDORISMO.

Com a iniciativa necessária, Valdemir iniciou a sua primeira empresa de Implementos Agrícola na cidade de Pedro Osório. No ano de 1989 mostrou novamente sua veia empreendedora, quando desfez a sociedade de sua antiga empresa, e fundou em sociedade com sua esposa, Nára Damaceno, a nossa DAMACENO Implementos Agrícolas Ltda.

Já em 1990 a DAMACENO mudou-se para a cidade vizinha, Cerrito devido ao rápido crescimento o que ensejou a necessidade de instalações físicas maiores. Consequência da crescente expansão da empresa tanto na questão estrutural quanto no aspecto de inserção no mercado foi o primeiro grande reconhecimento de nossa empresa: escolhida a “SEGUNDA MAIOR REVENDA do R.S. e uma das maiores do País no comércio de máquinas e implementos agrícola da marca JAN por ter atingido níveis três vezes maiores do que a meta imposta pela fabricante para o ano de 1990”. Consolidava-se assim a maior e mais antiga fidelidade da DAMACENO com nossos fornecedores.

Dois anos depois, em 1992, a DAMACENO enfrentou um de seus maiores desafios extra mercado; sua sede foi atingida pela maior cheia do Rio Piratini; Devido à este fato a empresa voltou a sediar-se na cidade de Pedro Osório, já que mesmo após a enchente, a expansão comercial continuava e a necessidade de maior espaço físico permanecia.

Seguindo sua expansão, em 1995 a DAMACENO adquiriu três lotes de terrenos às margens da BR-116, na cidade do Capão do Leão, onde começou a construção do prédio próprio e onde hoje se encontra a matriz da empresa. A mudança para nova sede aconteceu apenas no ano de 2001, primando sempre pelo crescimento sustentável, com solidez e simplicidade.

As grandes conquistas não pararam nunca; no ano de 1997 a empresa teve mais um grande reconhecimento por parte de sua competência comercial: “Efetuou a maior venda conjunta de máquinas e implementos agrícolas para um único cliente, com a venda de 32 plantadeiras e 28 carretas graneleiras da ao Grupo Extremo Sul”, sendo esta transação comercial notícia em todo RS.

Esta marca comercial foi novamente atingida no ano de 2006 quando houve a venda em uma única negociação de “20 plantadeiras e 12 carretas para o cliente Ricardo Gonçalves Teixeira de Jaguarão”.

No ano de 2010 a DAMACENO foi destacada entre as 10 mais importantes revendedoras do Brasil da marca Kuhn; convidada para participar da Convenção Kuhn Mundial realizada na França, foi a única revenda do Brasil autorizada a levar ao evento seus melhores clientes.

Em 2012, após muitas rejeições, a Kuhn do Brasil topou o desafio e uma máquina da espécie foi importada do continente europeu para a DAMACENO para testes de plantio diretamente nas lavouras dos clientes; o projeto foi tão bem sucedido que só a máquina protótipo plantou mais de mil hectares sem parar, com rendimento de até 100ha por dia e uma singular qualidade de semeadura; resultado disso é que a Kuhn da França hoje fabrica a plantadeira em série e a vende para o mundo todo.

Em 2014 a DAMACENO deu outro grande passo, novamente de forma consciente, mas se adequando a demanda de melhor atender nossos clientes no setor de peças, e também em implementos agrícola. O início às obras de ampliação física, projeto este que concluído representará uma ampliação de 400% no espaço físico visando atingir as necessidades do mercado que se alastra constantemente e a melhoria no atendimento dos clientes.
Também em 2014, diante da crescente no mercado e das necessidades de organização interna e extensão no atendimento de regiões e clientes, foram definidos investimentos tais como contratação de empresa de apoio para realização do Planejamento Estratégico para o biênio 2015/2016, mapeamento e reestruturação dos processos operacionais, investimento em novo software de gestão, bem como capacitação e desenvolvimento dos nossos colaboradores.

A história da Damaceno

1971

Em 1971, se inicia a grande história de nossa empresa – DAMACENO Implementos Agrícola. Nosso fundador, Valdemir Damaceno, começa a trabalhar como vendedor de perfumarias e artigos para casa, comercializando pelo interior de Canguçu, Pelotas e Região.

1986

Com o despertar da veia comercial, passou a trilhar uma carreira de sucesso em vendas, até que em 1986, voltou-se para o ramo do comércio em máquinas e implementos agrícolas, e deixou aflorar a virtude que pauta nossa empresa até hoje: EMPREENDEDORISMO.

1989

Com a iniciativa necessária, Valdemir iniciou a sua primeira empresa de Implementos Agrícola na cidade de Pedro Osório. No ano de 1989 mostrou novamente sua veia empreendedora, quando desfez a sociedade de sua antiga empresa, e fundou em sociedade com sua esposa, Nára Damaceno, a nossa DAMACENO Implementos Agrícolas Ltda.

1990

Já em 1990 a DAMACENO mudou-se para a cidade vizinha, Cerrito devido ao rápido crescimento o que ensejou a necessidade de instalações físicas maiores. Consequência da crescente expansão da empresa tanto na questão estrutural quanto no aspecto de inserção no mercado foi o primeiro grande reconhecimento de nossa empresa: escolhida a “SEGUNDA MAIOR REVENDA do R.S. e uma das maiores do País no comércio de máquinas e implementos agrícola da marca JAN por ter atingido níveis três vezes maiores do que a meta imposta pela fabricante para o ano de 1990”. Consolidava-se assim a maior e mais antiga fidelidade da DAMACENO com nossos fornecedores.

1992

Dois anos depois, em 1992, a DAMACENO enfrentou um de seus maiores desafios extra mercado; sua sede foi atingida pela maior cheia do Rio Piratini; Devido à este fato a empresa voltou a sediar-se na cidade de Pedro Osório, já que mesmo após a enchente, a expansão comercial continuava e a necessidade de maior espaço físico permanecia.

1995

Seguindo sua expansão, em 1995 a DAMACENO adquiriu três lotes de terrenos às margens da BR-116, na cidade do Capão do Leão, onde começou a construção do prédio próprio e onde hoje se encontra a matriz da empresa. A mudança para nova sede aconteceu apenas no ano de 2001, primando sempre pelo crescimento sustentável, com solidez e simplicidade.

1997

As grandes conquistas não pararam nunca; no ano de 1997 a empresa teve mais um grande reconhecimento por parte de sua competência comercial: “Efetuou a maior venda conjunta de máquinas e implementos agrícolas para um único cliente, com a venda de 32 plantadeiras e 28 carretas graneleiras da ao Grupo Extremo Sul”, sendo esta transação comercial notícia em todo RS.

2006

Esta marca comercial foi novamente atingida no ano de 2006 quando houve a venda em uma única negociação de “20 plantadeiras e 12 carretas para o cliente Ricardo Gonçalves Teixeira de Jaguarão”.

2010

No ano de 2010 a DAMACENO foi destacada entre as 10 mais importantes revendedoras do Brasil da marca Kuhn; convidada para participar da Convenção Kuhn Mundial realizada na França, foi a única revenda do Brasil autorizada a levar ao evento seus melhores clientes.

2012

Em 2012, após muitas rejeições, a Kuhn do Brasil topou o desafio e uma máquina da espécie foi importada do continente europeu para a DAMACENO para testes de plantio diretamente nas lavouras dos clientes; o projeto foi tão bem sucedido que só a máquina protótipo plantou mais de mil hectares sem parar, com rendimento de até 100ha por dia e uma singular qualidade de semeadura; resultado disso é que a Kuhn da França hoje fabrica a plantadeira em série e a vende para o mundo todo.

2014

Em 2014 a DAMACENO deu outro grande passo, novamente de forma consciente, mas se adequando a demanda de melhor atender nossos clientes no setor de peças, e também em implementos agrícola. O início às obras de ampliação física, projeto este que concluído representará uma ampliação de 400% no espaço físico visando atingir as necessidades do mercado que se alastra constantemente e a melhoria no atendimento dos clientes.
Também em 2014, diante da crescente no mercado e das necessidades de organização interna e extensão no atendimento de regiões e clientes, foram definidos investimentos tais como contratação de empresa de apoio para realização do Planejamento Estratégico para o biênio 2015/2016, mapeamento e reestruturação dos processos operacionais, investimento em novo software de gestão, bem como capacitação e desenvolvimento dos nossos colaboradores.